terça-feira, 16 de março de 2010

Baú

Eu não me importo com o que dizem, eu te ouço e sozinha lhe considero perto. Mesmo distante por um fio, me apego a você sempre mais.
Tenho sorte de saber quem realmente é você. Azar dos ignorantes, alienados de tanto tédio.
Lhe considero o suficiente para tê-lo como consolo.
Firmo-me a você, sinto conforto...
Eu te amo, de fato. E isso todo mundo sabe.

Um comentário: