quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Desabafa, vai

Cara,
Eu fico me perguntando qual é o propósito dessa sacanagem que a tal da força maior insiste em fazer comigo. De duas uma: ou eu vou arranjar alguém pro resto da vida, ou eu vou arranjar ninguém. E olha só, eu concordo plenamente com esse lance de let it be. Eu não fico procurando, mas parece que cai do céu um punhado de amor na minha vida e quem disse que eu dou conta? Não consigo.
Minha nossa, eu ando amando demais um ser que eu sequer conheço. Por que DIABOS a vida não me apresenta um vizinho? Tem mesmo que me fazer usar a imaginação? Não pode ser real o negócio? Quer dizer, qual o problema de começar pelo lado que eu considero saudável da coisa? Tem que sofrer, tem que sentir essa angústia e TEM que viver na base do "um dia". Eu não tenho mais saco pra isso.
Isso envelhece. Fica me colocando toda hora de frente pro que pode ser, do possível e na pior das hipóteses, no impossível. Aliás, normalmente é assim que acaba. No impossível da certeza.
Aí, obviamente, eu paro e penso se isso é isso mesmo. Se eu tô certa de que é amor e então, fode tudo de uma vez. Por que? Porque eu fico planejando. Meu deus do céu, parece tão fácil amar alguém que te faz sombra. Pelo menos é o que eu vejo por ai. Dá impressão que só comigo é essa putaria de começar pela ilusão. 
Que tipo de imbecil deixa de sentir o real pra viver o que não é certeza? Eu sou esse tipo. Puta que pariu, eu não sei nada sobre o amor. Mas que frustração. Me revolta o fato de que eu sei o que sinto e sinto algo que é lindo demais! Por mim eu jogava tudo pro alto e ia até o meu destino. É necessidade mesmo, é loucura! E demasiadamente desesperador. O pior é que eu já experimentei a consequência física e real desse amor baseado no possível e veja bem, foi a coisa mais intensa que eu senti na minha vida. Tanto que quando voltou pra ilusão, eu pirei. Ai sei lá, peguei férias e de repente ACONTECE DE NOVO. Céus, mais uma vez e pior, porque agora existe a disposição de ambas as partes de amar. MAS ISSO FODE! FODE DEMAIS!


Taí. Arrebentei meu coração novamente. 

Um comentário:

Marina Peppers disse...

Me identifiquei muito com esse texto :/